quinta-feira, 4 de julho de 2013

Álbum de Atleta: Cabral.



Cabral (foto) é o segundo ex-jogador homenageado neste quadro do Acervo Rubro-Anil. Jorge Luiz Cabral ou simplesmente Cabral foi um talento do Bonsucesso dos anos 70 e sua bela passagem no meio campo rubro-anil proporcionou uma carreira reconhecida pelo bom futebol em outros clubes brasileiros e da América: Botafogo/RJ, Botafogo/PB, Galícia/Venezuela, Rio Negro/AM, Remo/PA e Treze/PB.


Cabral nasceu em 07/04/1953 no Município de Nova Iguaçu e atualmente, afastado do meio esportivo, ainda reside em seu município de origem. O ex-meia esquerda  também foi treinador. Comandou equipes de futsal de estabelecimentos de ensino (IESA e ABEU) de 1998 a 2001. Foi técnico Campeão pela equipe juvenil do Nova Iguaçu no período de 1998 a 2000. Em 2002 foi treinador da equipe profissional do Seropédica pela terceira divisão do Rio de Janeiro.


O craque rubro-anil, depois de passar pela escolinha de futebol do Madureira, iniciou sua carreira no juvenil do Bonsucesso e foi lançado à equipe titular pelo técnico Amaro. Participou de um grande elenco do Cesso em 75/76, conquistando o vice-campeonato do Torneio Conde de Fenosa-La Coruña/Espanha e o título invicto do Torneio Valdir Benevento, com a participação de todos os tradicionais suburbanos do Rio de Janeiro, em 1976.


Caio Cabral (filho), gentilmente, cedeu o acervo familiar (histórico, matérias de jornais e fotos) para a postagem desta matéria.


Trajetória Profissional.

►1973/74: Bonsucesso – Campeonato Carioca;

►1974: Rio Negro/AM – Campeonato Brasileiro;

►1975/76: Bonsucesso – Campeonato Carioca – Excursão à Europa – Troféu Conde de Fenosa;

►1976/77: Botafogo/RJ – Campeonato Brasileiro;

►1977/78: Bonsucesso – Campeonato Carioca;

►1978/79: Campo Grande/RJ – Campeonato Carioca ■ Botafogo/PB – Campeonatos Paraibano e Brasileiro;

►1980: Galícia/Caracas/Venezuela – Campeonato Nacional e Libertadores da América;

►1981: Remo/PA – Campeonatos Paraense e Brasileiro – Excursão à Venezuela (Troféu Simon Bolívar);

►1982: Treze/PB – Campeonatos Paraibano e Brasileiro;

►1983: Seleção da Segunda Divisão do Rio de Janeiro – Excursão à Ásia.


  
A  origem: O pai de Cabral, Bicudo, indicado pela seta, 
foi titular do Madureira em 1948.
Equipe Juvenil do Cesso de 1970: Em pé, da esquerda para direita, Ademir, Aluísio, Sombra, Sidney, Nilo e Mauro. Agachados, da esquerda para direita, Márcio Seleça, Cabral, Paulinho, Silva, Fernando e Rodrigues.
Excursão à Europa em 1975. Equipe no Estádio do Real Oviedo. Agachado, Cabral com a flâmula. A culminância desta excursão foi a participação do Cesso no Torneio Conde de Fenosa e a vitória sobre o River Plate por 1 a 0. Atletas em pé (esquerda para direita: Nilo, Paulinho, Pedrinho, Silva, Nilson e Carlos Alberto. Agachados (esquerda para direita): Naldo, Paulo Reina, Wilson, Cabral, Marco Antonio e massagista Abdias.
O Capitão.
Cabral (centro) e o traje elegante da delegação rubro-anil.
A boa participação do Cesso no Campeonato Carioca proporcionou várias excursões. A foto mostra a equipe pronta para viajar ao Nordeste.
Cabral recebendo premiação por fazer gol no último minuto de jogo.
Cabral na Teixeira dos anos 70.
Cabral com a camisa 10 no Torneio Valdir Benevento.
Em 77, 1 a 1 com o Flamengo.
Talento contra o Vasco.
Cabral com a camisa 8 contra o America em 77.
 Cabral no Botafogo/RJ.
Cabral no Rio Negro/AM.
Cabral no Botafogo/PB.
Torcida do Noroeste/SP convocada para a estreia do Cabral.
Cabral no Galícia da Venezuela. Contratado para a Libertadores da América.
Libertadores: Cabral batendo bola no Beira Rio.
Agachado próximo a bola, Cabral em excursão na Ásia.
Em pé, o 2º da esquerda para direita. 
Treinador Campeão no juvenil do Nova Iguaçu.

Os Elogios ao Craque.


As Medalhas do Craque.
     


 
Obrigado pela visita.
Abração a todos.
George Joaquim.

9 comentários:

  1. Grande George,

    Parabéns!!!

    Ótimas e preciosas todas essas informações históricas!!!

    Quando é que vai lançar o seu livro?

    Um forte abraço!!!

    Marcelo Munt

    ResponderExcluir
  2. É um prazer sem precedentes ver a história de pai sendo mostrada dessa maneira ,e um orgulho saber que existem pessoas que dão valor e lembram da passagem dele pelo futebol carioca .

    Muito Obrigado pela força e pelo carinho ,

    Grande Abraço

    Caio Cabral

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Caio! Obrigado pela sua participação. Vc também é responsável por essa matéria. Abração.

      Excluir
  3. GRANDE GEORGE NOTA 1000 PELA MATÉRIA.CABRAL JOGAVA MUITO SE JOGASSE HOJE ,ESTARIA DISPUTANDO VAGA NA SELEÇÃO E TINHA VAGA EM QUALQUER TIME GRANDE DO BRASIL.ADORAVA SEU FUTEBOL E TINHA ATÉ AUTÓGRAFO DELE,JUNTO COM OS ZAGUEIROS NILO E NILSON FORAM OS JOGADORES QUE MAIS GOSTEI DO NOSSO QUERIDO BONSUÇA.ABRAÇÃO PARA O CRAQUE CABRAL.BONS TEMPOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Robinho! Quem viu, sabe os talentos do Cesso. Abração.

      Excluir
  4. GEORGE MUITO LEGAL SABER QUE O PROJETO DO ACERVO RUBRO ANIL ESTA DANDO CERTO, PARABÉNS PELA DEDICAÇÃO E AMOR AO MESMO.... VOCÊ PODE TER CERTEZA QUE DAQUI A UM TEMPO VAI SER UMA GRANDE FONTE DE PESQUISA SOBRE O NOSSO QUERIDO RUBRO ANIL...A BC

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Anderson! A pesquisa não pode parar! Abração.

      Excluir
  5. Boa Tarde,meu nome e Patricia gostaria de saber informações sobre o goleiro Pedrinho que atuou em 1975, estou fazendo uma pesquisa sobre goleiros dos anos de 1970 a 1980 para a faculdade e gostaria de ter alguma noticia sobre ele tipo se ainda esta vivo,aonde mora, gostaria muito de fazer uma entrevista com ele e se vcs puderem me ajudar serei muito grata meu numero pra contato e 97066-1492 whatsapp Patricia

    ResponderExcluir